All posts by ABSpk

Depois de seis horas, Bombeiros controlam incêndio em cooperativa Cocamar

Combate às chamas continua; 100 mil litros de água foram utilizados.

Incêndio em secador de silo da Cooperativa dos Cafeicultores de Maringá (Cocamar), hoje, foi controlado pelo Corpo de Bombeiros depois de seis horas em Nova Andradina. Militares ainda resfriam a estrutura para evitar que as chamas se alastrem para outros compartimentos. Ao menos 100 mil litros de água já foram utilizados.

Chamas foram detectadas, por volta das 9h20, no secador de grãos da cooperativa. Bombeiros deslocaram para o local três viaturas, com reforço de dois caminhões pipa. Ao menos 100 mil litros de água foram utilizados até o controle do incêndio, porém o trabalho prossegue até o início da noite de forma preventiva.

O secador, conforme a assessoria de imprensa da Cocamar, está em seu segundo ano de operação. Ele prepara grãos para armazenagem em silos que, em Nova Andradina, possuem capacidade de 24 mil toneladas.

A cooperativa confirmou que milho estaria sendo processado durante o “princípio de incêndio”, assim como este não teria causado danos significativos as operações.

Incêndio atinge prédio do Instituto de Resseguros no Centro do Rio

Edifício fica na Av. Marechal Câmara, Centro do Rio. Ninguém ficou ferido com o fogo.

Por volta das 15h, o incêndio havia sido controlado. Ninguém ficou ferido. Toda a área ao redor do prédio do IRB foi fechada pelos bombeiros e a brigada de incêndio do instituto realizou o primeiro combate às chamas. O fogo começou na caixa de refrigeração, no topo do prédio.

De acordo com técnicos da Defesa Civil que estiveram no local, a grande cortina de fumaça que pôde ser vista em todo o Centro aconteceu por causa do material da caixa, que é fibra de vidro.

De acordo com o jornaleiro Antônio Severino da Silva, que trabalha na banca de jornais em crente ao IRB há 30 anos, chegou a haver correria na saída dos funcionários.

“Os primeiros começaram a sair com calma e depois teve uma correria. Aí eu resolvi fechar a banca. Porque uma pessoa disse: “Acho melhor o senhor fechar a banca, hein?!”, contou o jornaleiro.

Incêndio atinge galpão em Guarulhos, na Grande SP

Segundo Corpo de Bombeiros, chamas tiveram início por volta das 14h15.
Não há registro de vítimas; local seria uma indústria de plásticos.

Um incêndio de grandes proporções atingia um galpão, na tarde desta segunda-feira (20), na Avenida Venturosa, no bairro de Jardim Cumbica, em Guarulhos, na Grande São Paulo, informou o Corpo de Bombeiros. Segundo a corporação, não há ainda registro de vítimas. No local funcionaria uma indústria de plásticos. Às 16h25, o fogo já estava em fase de rescaldo.

Segundo os bombeiros, o fogo teve início por volta das 14h15. Às 15h, havia fumaça preta, que indica que há fogo no local, alta, que prejudicava a visão dos motoristas que trafegavam pela Rodovia Presidente Dutra, próxima ao galpão.

Ainda segundo a corporação, por volta das 15h30, 25 veículos da corporação estavam empenhados no combate às chamas, com um total de 70 bombeiros trabalhando na operação. No horário, não havia informações sobre a causa do incêndio.

Incêndio atinge grande galpão no Belém, na Zona Leste de SP

Galpão fica na Rua Belo Horizonte, próximo à Avenida Celso Garcia. Fumaça escura podia ser vista desde a Marginal Pinheiros.

Um incêndio atingiu um grande galpão na região do Belém, na Zona Leste da capital paulista, no início da tarde desta terça-feira (14). Oito viaturas e 79 homens do Corpo de Bombeiros seguiam realizando o trabalho de rescaldo das chamas por volta das 16h30.

O galpão fica localizado na Rua Belo Horizonte, nas imediações da Avenida Celso Garcia. As fumaças escuras podiam ser vistas desde a Marginal Pinheiros, na altura da estação Berrini da CPTM, segundo o SPTV.

Os motoristas eram orientados a evitar a região, embora seja residencial. Caminhões dos bombeiros ocupavam a Rua Belo Horizonte para atendimento da ocorrência.

As informações iniciais são de que no local funciona uma estamparia. A Polícia Militar confirmou apenas que se trata de uma indústria. De acordo com os bombeiros, ninguém se feriu.

Tapeçaria é destruída por incêndio em Mato Grosso

O incêndio destruiu completamente a empresa, localizada no bairro Jardim Rio Preto, ontem à noite. O Corpo de Bombeiros foi até o local, controlou as chamas que ainda persistiam, porém, pouco pode fazer para salvar o estabelecimento e seus objetos que estavam no interior. O valor do prejuízo ainda será contabilizado pela direção da empresa.

De acordo com informações da Rádio Pioneira, a principal preocupação dos bombeiros era evitar que o fogo atingisse as residências vizinhas. “Nos deparamos com fogo em material de alta combustão, já que se trata de uma tapeçaria. Resguardamos as casas em volta fazendo o resfriamento delas para depois realizarmos o combate, já que o local havia sido tomado pelo fogo. É uma estrutura de madeira antiga de alta combustão”.

Ainda não se sabe o que causou o incêndio e o caso será investigado.

Prédio da ESPM em Porto Alegre é evacuado após incêndio

Um incêndio foi registrado um dos prédios da sede da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), na noite de 30 de maio, na Rua Guilherme Schell, bairro Santo Antônio, na Zona Leste de Porto Alegre. Segundo os bombeiros, o fogo provocou danos apenas em uma central de ar-condicionado e ninguém ficou ferido. Por volta de 18h50, já estava controlado, de acordo com a corporação. O incêndio fez o prédio ser totalmente evacuado. A causa ainda é desconhecida.

Incêndio atinge galpão de fábrica de colchões na Zona Oeste de Manaus

Incêndio em Manaus

Incêndio destruiu cobertura do galpão de fábrica, em Manaus (Foto: Divulgação/ Corpo de Bombeiros)

Um incêndio atingiu um galpão de uma fábrica de colchões na Rua Vertente, do bairro Tarumã, Zona Oeste de Manaus, na tarde desta terça-feira (17). Segundo o Corpo de Bombeiros, funcionários da empresa e combatentes controlaram as chamas no local. Não houve feridos.
De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, o incêndio iniciou por volta das 14h30.

Duas viaturas foram deslocadas para a ocorrência. Ao chegar, a equipe constatou que funcionários haviam começado o controle do incêndio, e evitaram que as chamas se espalhassem.

Ainda segundo os bombeiros, os danos foram perda total da cobertura da edificação e dos materiais que estavam armazenados. O galpão era utilizado para depósito de blocos de espuma. Não há informações sobre o que possa ter causado o incêndio.

Boleto da taxa de incêndio do Estado do Rio de Janeiro começa a ser entregue em junho de 2016

RIO DE JANEIRO – Os boletos da taxa de incêndio do Corpo de Bombeiros referentes ao ano passado serão distribuídos em junho, de acordo com a corporação. Os pagamentos devem ser feitos entre os dias 11 e 15 de julho, mas os contribuintes que quiserem quitar o débito antes dessas datas poderão fazê-lo a partir do dia 25 de maio através do site do Fundo Especial do Corpo de Bombeiros, Funesbom, (http://funesbom.com.br). Basta imprimir o boleto, desde que tenha em mãos o número de inscrição predial que consta do carnê do IPTU. Em seguida, é só informar o município.

Os valores do tributo variam entre R$ 25,49 (para imóveis com até 50 metros quadrados de área construída) e R$ 1.529,12 (bens não residenciais com mais de mil metros quadrados). Segundo o Corpo de Bombeiros, as cobranças serão enviadas pelos Correios. Até a data do vencimento o pagamento poderá ser feito em qualquer agência bancária ou em casas lotéricas. O pagamento pode ser efetuado pelo proprietário, seu representante ou pelo locatário.

De acordo com o diretor do Funesbom, coronel Marcos Almeida, umas das dúvidas frequentes é sobre o direito à isenção da taxa. “Pela Lei estadual 3.686/01, a isenção beneficia aposentados, assim como pensionistas e portadores de deficiência física, desde que sejam proprietários ou locatários de apenas um imóvel residencial de até 120 metros quadrados, com rendimentos de até cinco salários mínimos”, orienta o coronel Marcos Almeida.

Taxa de Incêndio – De acordo com o Corpo de Bombeiros, a taxa de incêndio é um tributo obrigatório prevista no Código Tributário do Estado do Rio de Janeiro. Ela é exigida dos municípios abrangidos pelo sistema de prevenção e extinção de incêndios, “tanto naqueles que possuem o serviço instituído pelo Estado, quanto nos municípios vizinhos, desde que as suas sedes sejam distantes até 35 quilômetros das sedes dos municípios em que o serviço esteja instalado”.

A corporação enfatiza que os recursos são aplicados no reequipamento operacional, na capacitação e atualização de recursos humanos e na manutenção do Corpo de Bombeiros e dos órgãos da Secretaria estadual de Defesa Civil, “sempre visando à melhoria da prestação de serviços à população”.

Fogo na Santa Casa dá prejuízo de R$ 1 milhão com queima de respiradores

incendio_WOm0u6R

Equipamentos clínicos, pesquisas e prontuários se perderam no incêndio.
Defesa Civil informou que estrutura do prédio não foi comprometida.

O incêndio que atingiu um anexo da Santa Casa, em Belo Horizonte, causou um prejuízo de pelo menos R$ 1 milhão, informou a direção do hospital na manhã desta quinta-feira (5). De acordo com a instituição, esse valor é referente a 12 respiradores que foram destruídos pelo fogo. Equipamentos da engenharia clínica, principalmente de medicina intensiva, pesquisas, arquivos e prontuários de pacientes também se perderam em meio às chamas. Todos os aparelhos estavam em manutenção.

O fogo começou por volta das 18h desta quarta-feira (4), no segundo pavimento do anexo, na Rua Piauí, no bairro Santa Efigênia, Região Centro-Sul da capital mineira. Não houve vítimas.

A direção da Santa Casa informou ainda que o prédio atingido pelas chamas é da década de 1920, é tombado e que toda a atividade do hospital está preservada. Uma compra emergencial será feita para substituir os equipamentos destruídos.

Técnicos da Defesa Civil estiveram nesta quinta-feira no local e, segundo o órgão, a estrutura do imóvel não foi comprometida. Uma área de 520 metros quadrados foi queimada, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Segundo a direção do hospital, o fogo não atingiu o prédio principal e por isso não foi preciso transferir nenhum paciente. As causas do incêndio serão investigadas.

A altura das chamas tomaram conta do prédio. Todo o telhado foi consumido pelo fogo.

Algumas pessoas trabalhavam no prédio quando o fogo começou. “A gente estima que tinha três ou quatro pessoas, no máximo, que estavam trabalhando no local. Já no início do incêndio, todos evadiram do prédio. A brigada de incêndio do hospital entrou em ação imediatamente”, disse o representa do hospital.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 44 militares foram envolvidos. “Maior dificuldade, no primeiro momento, foi mesmo visualizar e ter a certeza de números de pessoas que poderiam estar no interior da edificação, assim como o número de pavimentos tomados pelo incêndio”, disse o tenente-coronel Tadeu do Espirito Santo.

O fogo foi extinto por volta das 21h. Ainda não se sabe o que causou o incêndio.

Na noite de 4 de maio de 2016, um incêndio de grande proporção atingiu um dos 13 anexos da Santa Casa, onde funciona a engenharia clínica, manutenção de aparelhos e o Centro de Estudos do hospital, no Bairro Santa Efigênia, Região Hospitalar de Belo Horizonte. A capela fica ao lado e não foi atingida. O fogo chega ao segundo andar do prédio e uma funcionária que estava no local foi retirada logo no início pela brigada de incêndio do hospital, sem ferimentos.

Na tarde de 5 de dezembro de 2012, funcionários e pacientes também ficaram assustados com um princípio de incêndio no fosso do elevador de roupa suja do prédio principal, mobilizando funcionários e provocando temor em quem passava pela Avenida Francisco Sales. A fumaça saía pela janela do subsolo e várias pessoas telefonaram para o Corpo de Bombeiros, que mandou uma grande equipe ao local. A brigada do próprio hospital conseguiu debelar as chamas, mas os militares perceberam falhas na segurança da unidade e anunciaram uma vistoria para avaliar a estrutura.

Incêndio atinge apartamento e supermercado em Taubaté, SP

As chamas mobilizaram cinco viaturas dos bombeiros nesta segunda (9).
Imóvel é do dono do mercado; ninguém ficou ferido.

Um incêndio atingiu um apartamento e o teto de um supermercado na tarde desta segunda-feira (9) em Taubaté. O fogo, no bairro Chácara Silvestre, mobilizou cinco viaturas dos bombeiros.

Testemunhas contaram que as chamas começaram no apartamento onde mora o dono do mercado. Algumas garrafas de álcool foram encontradas no local. Não havia ninguém no imóvel.

Por conta das chamas, o teto do mercado ficou destruído. As causas do incêndio serão investigadas.