Fogo na Santa Casa dá prejuízo de R$ 1 milhão com queima de respiradores

incendio_WOm0u6R

Equipamentos clínicos, pesquisas e prontuários se perderam no incêndio.
Defesa Civil informou que estrutura do prédio não foi comprometida.

O incêndio que atingiu um anexo da Santa Casa, em Belo Horizonte, causou um prejuízo de pelo menos R$ 1 milhão, informou a direção do hospital na manhã desta quinta-feira (5). De acordo com a instituição, esse valor é referente a 12 respiradores que foram destruídos pelo fogo. Equipamentos da engenharia clínica, principalmente de medicina intensiva, pesquisas, arquivos e prontuários de pacientes também se perderam em meio às chamas. Todos os aparelhos estavam em manutenção.

O fogo começou por volta das 18h desta quarta-feira (4), no segundo pavimento do anexo, na Rua Piauí, no bairro Santa Efigênia, Região Centro-Sul da capital mineira. Não houve vítimas.

A direção da Santa Casa informou ainda que o prédio atingido pelas chamas é da década de 1920, é tombado e que toda a atividade do hospital está preservada. Uma compra emergencial será feita para substituir os equipamentos destruídos.

Técnicos da Defesa Civil estiveram nesta quinta-feira no local e, segundo o órgão, a estrutura do imóvel não foi comprometida. Uma área de 520 metros quadrados foi queimada, de acordo com o Corpo de Bombeiros.

Segundo a direção do hospital, o fogo não atingiu o prédio principal e por isso não foi preciso transferir nenhum paciente. As causas do incêndio serão investigadas.

A altura das chamas tomaram conta do prédio. Todo o telhado foi consumido pelo fogo.

Algumas pessoas trabalhavam no prédio quando o fogo começou. “A gente estima que tinha três ou quatro pessoas, no máximo, que estavam trabalhando no local. Já no início do incêndio, todos evadiram do prédio. A brigada de incêndio do hospital entrou em ação imediatamente”, disse o representa do hospital.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 44 militares foram envolvidos. “Maior dificuldade, no primeiro momento, foi mesmo visualizar e ter a certeza de números de pessoas que poderiam estar no interior da edificação, assim como o número de pavimentos tomados pelo incêndio”, disse o tenente-coronel Tadeu do Espirito Santo.

O fogo foi extinto por volta das 21h. Ainda não se sabe o que causou o incêndio.

Na noite de 4 de maio de 2016, um incêndio de grande proporção atingiu um dos 13 anexos da Santa Casa, onde funciona a engenharia clínica, manutenção de aparelhos e o Centro de Estudos do hospital, no Bairro Santa Efigênia, Região Hospitalar de Belo Horizonte. A capela fica ao lado e não foi atingida. O fogo chega ao segundo andar do prédio e uma funcionária que estava no local foi retirada logo no início pela brigada de incêndio do hospital, sem ferimentos.

Na tarde de 5 de dezembro de 2012, funcionários e pacientes também ficaram assustados com um princípio de incêndio no fosso do elevador de roupa suja do prédio principal, mobilizando funcionários e provocando temor em quem passava pela Avenida Francisco Sales. A fumaça saía pela janela do subsolo e várias pessoas telefonaram para o Corpo de Bombeiros, que mandou uma grande equipe ao local. A brigada do próprio hospital conseguiu debelar as chamas, mas os militares perceberam falhas na segurança da unidade e anunciaram uma vistoria para avaliar a estrutura.